Amo o que faço.

Essa frase mostra o quanto me sinto realizada com o meu trabalho. Sou formada em Ciências Contábeis, faço artesanato há muito tempo, mas aplicação foi a minha escolha desde 2001. Ficar desenhando, adaptando riscos, procurando as cores certas, tecidos, detalhes é uma grande satisfação. Como não se identificar com o patchwork?

Patchwork é pura lembrança da infância, é pura emoção. Eu ao redor de minha mãe fazendo os primeiros pontinhos de bordado, as interminaveis correntinhas de crochê, as tentativas de colocar os pontos na agulha de tricô, sovar a massa quente de biscuit, recortar as páginas mais coloridas da revista e fazer roupa para a boneca de papelão, fazer e colar flores da frágil madeirinha que sai do lápis de cor quando se faz a ponta. Nos remete ao aconchego da casa de madeira, pátio grande, casinha na árvore, brincando com mais 4 irmãos, correr do fotógrafo, ter caturrita, cachorro, gatos e até um porquinho da índia. Varal de roupas muito brancas, pão feito em casa, chocolate quente, as pedaladas na máquina de costura preta da Singer, indo pra frente e pra tras. Patchwork é a junção de paninhos e mais tudo isso também. Amo isso.

Agradeço a todas as pessoas que fazem parte do meu caminho, mas duas delas quero destacar. A minha irmã de alma, a artista plástica Silvia Porto que me ensinou a arte das cores e minhã irmã caçula que me apoia em tudo.

Nica Loss


   
 

Nica Loss
Fone: (51) 3276.2514
atendimento@nicaloss.com.br